sexta-feira, 24 de julho de 2009

Frescas

Ora, aqui vai qualquer coisinha.



São tantas as novidades da Rita que nem sei por onde começar.
Já fala, não fluentemente, mas eu que estou sempre com ela sei decifrar quase sempre o que diz.
Não diz o "r" ainda mas já se entende o nome de todas as pessoas que conhece e intitula a si própria de Tita.
Gosta de praia, mas ainda evita tomar banhos frios e detesta ter as mãos com areia. Imagine-se.
Está muito engraçada e nota-se que vai ser teimosa e muito independente, género, eu faço, eu sei, eu vou.
Domina o cão, agarra-o pela coleira e leva-o à comida onde ordena com muita convicção - Cão, papa! - e ele, papa mesmo.
Já o gato, não se deixa dominar, mas a Rita oferece-lhe fiambre para comprar a sua atenção. Vai até ao frigorifico e diz -mamã, iambe pá Tita- Eu pergunto-lhe se é para ela mesmo ou se é para o gato e ela lá admite que é para o "iau". Tirando esses momentos de partilha de fiambre, a Rita só fala com o gato ao longe.
Chama o pai de Pai Nuno, e por vezes só de Nuno o que por vezes é hilariante, especialmente se for uma reprimenta estílo "ai, ai, ai Nuno".
Eu sou a Mãe e pronto. Mãe para cá, mamã para lá, mã, mamãe.
Já reclama o dirteito de posse. - É miaaaa.- Não, não é.- É mia si.
Aqui se nota a queda para as línguas, especialmente o espanhol. Também já se iniciou no Inglês com o "Hello" e o "Bye", daqui a uns anos será mais buy do que bye, mas enfim.
A Rita não pára, não é uma criança que fique sentada a brincar, ela brinca em movimento e eu sou arrastada no vortex da correria.
Como é normal adora brincar com os seus pares, mas não se deixa enganar. Quando não está a gostar diz e se fôr necessário dá uma marretada na outra criança.
É conhecida por fazer a festa, atirar os foguetes e apanhar as canas.
Mesmo doente está sempre alegre, a não ser que esteja com febre. E ela bem que passou este inverno doente. São alergias, ainda não sabemos bem a quê, mas quando vem o tempo humido...
Foi um inverno a ir ao médico e a tomar porcarias.
Agora com o Verão tudo melhora.
Gosta de ir a Portimão ver toda a família e adora os seus priminhos. Já chora quando se vem embora e nos dias seguintes acorda a chamar pela avó Bebé. Muitas vezes acabamos por ligar para as avós para a Rita falar com elas ao telefone.
Farta-se de comer quando vai aos avós e descobrimos que gostava de caracois, tanto vivos como no tacho, fruta, marcha tudo, não gosta muito de bifes de perú e adora sopa, até a minha (abençoada criatura).
Adora ir ao supermercado, já todas as pessoas que lá trabalham a cumprimentam, ela distribui sorridentes olás e manda beijos para todos, todos mesmo! Seja quem fôr que estiver a passar...
Algumas vezes são verdadeiras lutas para que permaneça sentada no carro do supermercado, já exprimentei deixá-la à solta mas não funciona bem para mim, é muito chato e perde-se muito tempo a arrumar o que ela tira das prateleiras. Acabo por admitir vencida que ela tem muito mais pedalada que eu.
Agora...
Pá, isto com 18 meses.

De resto, é só rir!!

3 comentários:

Vani disse...

e só com 18 meses, aiiiiiiiiiiiiiiii! :D é demais, a miúda! :D

Vera - agarraavida.blogspot.com disse...

Eheh, parece-me um relato parecido de alguem conhecido cá de casa também, tirando a parte do gato e do cão.
Só nividades boas da Rita, que bom.
Beijinhos grandes.

Dunga disse...

Até que enfim novidades vossas!! A Rita deve estar mesmo o máximo...! Beijokas grandes!